Informação turística



O Centro Interpretativo do Vale do Douro situa-se frente ao Palácio de Mateus.
No seu primeiro andar numa sala polivalente proporciona:

Todas as informações poderão ser dadas em inglês, Francês, Espanhol e Italiano.

turismo@vinhoetretas.com


CONHECER O DOURO

O Douro
é um rio mas também é montanha, paisagem,vinho, cultura, calma, ar, lazer entre muitos outros atributos.

Ao longo de dois milénios foi-se transformando, sendo hoje um território único legado pelos nossos antepassados.

As suas encostas suportadas em muros de xisto, trabalhadas pelo homem, denotam bem a tenacidade e a teimosia do duriense muitas vezes secundado pelos galegos.

O Douro nasce nos montes Cantábricos e atravessa o planalto de Castilha onde surgem as primeiras zonas vitícolas ainda em terras de Espanha Toro - Ribeira del Duero e Cigalles. Segue em direcção a Portugal entrando por Miranda do Douro até que chega ás terras do Côa Património da Humanidade [Parque Arqueológico do Côa]. Aqui começam os primeiros vinhedos da região demarcada e também Património Mundial [Douro Superior ]. Continua a descer passando pela barragem da Valeira e por uma imensidão de vinhas até chegar ao Pinhão, região do Cima Corgo, onde surgem as grandes quintas de Vinho do Porto. Mais á frente tem a barragem da Régua [baixo corgo] e logo a seguir a Mesão Frio passamos para a região dos Vinhos Verdes. O Porto também Património Mundial fica a 3 horas de barco, cidade que dá o nome a este néctar.

Depois de várias vicissitudes hoje o Douro transforma-se numa região fortemente ligada ao enoturismo. Surgem na década de 90 as primeiras quintas que abrem as suas portas ao turismo sendo este o caminho do futuro, Vinho e Turismo terão que andar de mãos dadas nos próximos tempos.


CRONOLOGIA

1678 - Inicio de exportação do Vinho do Porto principalmente para Inglaterra fomentado com o tratado de Methuen em 1703.

1756 - Foi criada a Companhia Geral de Agricultura dos vinhos do Alto Douro assinada pelo então Rei D. José I e pelo Marquês de Pombal.

1757 - Inicia-se a "Demarcação da Região do Douro".

1758 - É determinada a colocação de 335 marcos de pedra com a designaçãode Marcos de Feitoria, que ainda hoje é possível ver algumas Quintas com o seu.

1780 - Inicio da demolição do Cachão da Valeira onde morre o Barão de Forrester num naufrágio.

1865 - Antiga Companhia passa a denominar-se “Companhia Velha”.

1860 - Surge a “Filoxera” uma praga onde ainda hoje se vêem alguns vestígios (mortórios).

1932 - É criada a Federação dos Viticultores da Região do Douro ”Casa do Douro”.

1933 - É criado o “Instituto do Vinho do Porto” e o Grémio dos Exportadores do Vinho do Porto.

1934 - É criada a “Cãmara de Provadores” do Instituto do Vinho do Porto.

1941 - É introduzido o “selo de garantia”,obrigatório para o vinho engarrafado.

1982 - É reconhecida e regulamentada a “Denominação Vinicola de Origem Douro”.

1986 - É autorizada a exportação do Vinho do Porto engarrafado pelos produtores do Douro. Ano 0 da região. Surgem as primeiras quintas produtoras a engarrafar os seus vinhos.

1996 - É criada a “Rota do Vinho do Porto” data que marca o início do enoturismo.

1998 - São reconhecidas internacionalmente as Denominações de Origem Controlada ”DOC” “Porto” e “Douro”.

2001 - A UNESCO declara o Alto Douro Vinhateiro como Património da Humanidade.

Fonte IVDP


A REGIÃO


desenvolvido por AZNEGOCIOS.PT Termos de utilização    Contactos
Termos de utilização    |    Política de privacidade    |    Política de cookies    |    Resolução Alternativa de Litígios    |    Livro de Reclamações On-line